HOME SOBRE CONTATO FREEBIES CLIPPING

RESENHA: O BOM DO AMOR


22 julho 2017


Esse livro me lembrou muito o Soppy, que também fala sobre as delicadezas do amor. Os gestos simples, as coisas pequenas e fundamentais. Todas as frases são da escritora Chris Melo e as ilustrações (foooofas demais) são da Laís Soares. Uma combinação que consegue facilmente aquecer nosso coração nesse frio.

O livro é bem curto, tem só 88 páginas, mas todas elas mostram O bom do amor. Coisas que esquecemos, coisas que se perdem com a correria do nossos dia a dia e, principalmente, coisas que devemos levar pra nossa relação.

Parece bobeira porque são coisas que deveríamos fazer de forma natural, mas quando comecei as primeiras páginas me dei conta que não fazia a maioria. E é tão simples. Tão belo. Tão incrível. Detalhes do dia a dia. Conversas bobas. Surpresas fofas. É isso que faz o amor.  É por meio disso, é por causa dessas pequenas coisinhas que encontramos o bom do amor.

As ilustrações mostram um relacionamento saudável e simples, como qualquer outro deveria ser, mas infelizmente não é. Cada virada de página é uma surpresa. Dessas que temos que guardar pra vida.

Eu com certeza vou guardar.



LIVRO: O BOM DO AMOR
AUTORA: LAÍS SOARES E CHRIS MELO
PÁGINAS: 88
COMPRE AQUI 
NOTA:          
EDITORA: ROCCO
LIVRO ENVIADO PARA RESENHA

SONHOS DE UMA RAPUNZEL


21 julho 2017


Eu olho pela janela. Não estou no alto de uma torre, mas sinto como se pudesse cair de uma altura grande. Não é um castelo que me aprisiona nem muito menos uma madrasta que me impede de sair. Minha pior inimiga sou eu mesma. Se pudessem ver a bagunça que está aqui dentro. Jogo essas tranças pra longe, e elas voam como cordas. Cordas que vão guiar o caminho até meu coração. Eu sou prisioneira do medo. Esse sentimento que faz querer evitar qualquer tipo de sensação forte, que possa quebrar meu coração em milhões de pedacinhos.

Eu nunca entendi porque sempre me colocaram nesse vidro de cristal. Sem deixar que eu percebesse como o mundo realmente é. Agora eu entendo que só queriam me proteger. Evitar que esse meu coração tão bobo se machucasse. Nunca perdi a esperança de encontrar alguém que não tivesse medo de encarar o grande medo que tinha dentro de mim. Será que seu cavalo se perdeu por ai? Está demorando demais a chegar. Espero que não me deixe esperando pra sempre.

Sempre inventos motivos para acreditar em coisas novas. Afinal, nem sei como lidar com isso. Olho novamente pela janela, e vejo o imenso céu azul diante de mim. Me apoio na beirada, e jogo as cordas ao longe esperando que você as alcance e suba por elas ao meu resgate. Ah, nos meus sonhos não me importo que você não seja um príncipe. Eu sou uma plebeia pra lá de esquisita. Não poderia ser uma princesa porque não me vejo como uma. Você poderia chegar a cavalo, de carro ou andando. Só preciso que apresse seu passo. Essas cordas estão estendidas por essa torre há tanto tempo. Muitos já chegaram até o topo e descobriram tudo que eu tinha de bom aqui dentro de mim. Alguns nem ao menos chegaram a alcançar o lugar mais valioso. Meu coração.


Só o verdadeiro saberá exatamente como chegar até lá. Quando te ouvi chamar meu nome, joguei essas cordas sem nem ao menos pensar. Então você subiu por elas. Encarou meus olhos sem hesitar. Me abraçando e cuidando de mim como uma pequena menina indefesa. De um jeito ou de outro era assim que eu me sentia muitas das vezes. Você saiu por essa janela, e achei que não fosse mais voltar. Então te vi chegar ao topo de novo, e tinha a certeza de que era aquele que eu sempre esperava. Você pegou em minhas mãos, e me fez ter coragem pra deixar de ser refém da torre que protegia meu coração. Me mostrou um mundo que eu não conhecia. Um mundo de outras formas.

Um mundo cheio de possibilidades. Apertando sua mão fui na direção que me levava, e pude sentir todas aquelas sensações que causavam a mistura perfeita.  Seus lábios tocaram os meus. Depois disso eu não hesitei por nenhum minuto. Cortei as cordas. Destruí os pedaços dessa torre. Eu não precisava mais  ser prisioneira. Eu tinha encontrado a liberdade e o sentimento mais lindo do mundo. Com você ao meu lado. A garota da torre mais alta, está livre e prontinha para amar. Sem mais cordas e nem torres altas. Só do jeito que tem que ser.

*Inspirado no conto da Rapunzel

RESENHA: TUDO E TODAS AS COISAS


15 julho 2017


Madeline tem dezoito anos e sofre de imunodeficiência, ou seja, é como se ela tivesse que viver dentro de uma bolha. Qualquer contato com o mundo poderia causa sua morte.

Desde bebê ela nunca saiu de casa, estudava pelo computador e só conhecia o mundo pelos muitos livros que lia. O único contato que tem com as pessoas é sua mãe, sua enfermeira que a conhece desde pequena (uma fofa!) e um professor particular de arquitetura.

Sua mãe é medica (ainda bem, né?) e recebe uma indenização da morte de seu marido e filho. Isso tudo faz com que a vida da Madeline seja segura e “mais fácil”. Coloca muitas aspas nessa palavra ai. Porque claro que isso não é nenhum pouco fácil, mas quando li o livro fiquei imaginando uma pessoa que não tem tanto dinheiro e sofre com essa doença... o que ela poderia fazer? Pode ser uma doença MUITO rara, mas acontece. Isso gera uma baita reflexão.


Madeline se contentava com isso, ela vivia de forma confortável na sua casa e as pessoas que ela amava estavam presentes.  Só que ela passa a querer mais, ela passa a querer sentir, a descobrir coisas novas, como qualquer outra jovem. E isso não acontece de uma hora pra outra, não, tudo isso é causado pela chegada de seu novo vizinho Olly. Ele é divertido, com o estilo meio gótico e, para Madeline, bastante bonito. Quando as trocas de mensagens não são mais suficientes. Madeline decide arriscar.

Ela decide viver.

Ao menos uma vez.

Da melhor forma possível.

Mesmo que o risco seja mais do que sua vida.

Tudo e todas as coisas é um livro sobre a vida, sobre como o amor nos ensina a viver.  Como ele pode ser nossa força e perdição. Nossa ar e nosso choro. Apesar da historia retratar uma doença grave, a leitura foi leve e fluida. Me vi presa nesse livro e não consegui larga-lo até terminar. Todo o desfecho da historia foi maravilhoso e me fez ter vontade de viver. De arriscar, assim como Madeline. Podemos não ter uma doença como ela, mas muitas vezes, ficamos presos na mesma bolha.

As vezes um simples aperto de mão pode ser maravilhoso, só temos que nos deixar sentir.



LIVRO: TUDO E TODAS AS COISAS
PÁGINAS: 304
COMPRE AQUI 
NOTA:             
EDITORA: ARQUEIRO
AUTORA: NICOLA YOON
LIVRO ENVIADO PARA RESENHA

RESENHA: A BIBLIOTECA INVISIVEL


02 julho 2017


A biblioteca invisível tem tudo do que um bom leitor gosta.

Livros.

Aventura.

Romance.

Mistério.

Já falei livros?

Vou confessar que assim que vi essa capa maravilhosa e a sinopse me veio a mente a serie The Librarians, que também fala sobre o “mundo dos bibliotecários”. Pra quem gostou desse livro, sugiro ver a série, e quem gostou da serie, sugiro ler esse livro. Mas o foco em questão é livro, certo? Pois bem.

Logo no inicio somos apresentados a Irene que aparentemente está vestida de faxineira, no inicio ficamos confusos mas conforme vamos lendo tudo vai se encaixando e a historia passa a ser muito mais do que imaginamos. Falando serio. Pelo menos foi muito mais do que eu imaginei.


É tanta coisa que acontece de uma vez, vampiros, lobisomens, universos e muita, muita magia.

Dá pra ver que a bibliotecária Irene não é uma simples bibliotecária. Ela faz parte de uma organização secreta que resgata e guarda os livros mais raros do mundo. OLHA QUE COISA INCRIVEL GENTE. Ela, além de tudo, é uma espécie de viajante, que alterna entre realidades para impedir que esses livros se percam na historia.

Sua nova missão é resgatar um manuscrito dos irmãos Grimm (amo), mas não sozinha, ela irá com seu misterioso assistente Kai (foco no misterioso), juntos eles enfrentarão grandes perigos e uma disputa perigosa entre duas bibliotecárias rivais pode fazer tudo desandar.

A BIBLIOTECA INVISIVEL é uma leitura deliciosa que faz com que você anseie pela continuação. Um mundo incrível onde cada personagem tem sua própria historia.

PÁGINAS: 367
COMPRE AQUI
NOTA:          
EDITORA: MORRO BRANCO
AUTORA: GENEVIEVE COGMAN
LIVRO ENVIADO PARA RESENHA
© Kézia Martins / Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design
Tecnologia do Blogger.